terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Onda


Optar por uma xícara de leite num dia em que se quer algo mais forte...
Mas a olhar o branco límpido, as lembranças surgem com tanta clareza...
Lembrar é isso, trazer para perto o que ficou distante...
Porém, o que passou deve permanecer lá, é outro dia que se segue, vambora!
Como surfar uma onda, só haverá aquela, todas as outras serão diferentes...
É a imagem vista pelo retrovisor, ela sumirá para sempre...
O que se leva para a eternidade são apenas os sentidos...

Todo o resto é bobagem, é não saber respirar, é morrer de fome comendo caviar...
Postar um comentário